terça-feira, 8 de maio de 2012

Horror, Horror!

Horror, Horror, são as ultimas palavras usadas por Joseph Conrad em sua obra clássica, "O Coração das Trevas". Um livro que aborda questões sobre a dominação de África e a alta cobiça dos exploradores de marfim no território. Indicada para qualquer amante da leitura, este livro nos informa sobre como ocorre o processo de colonização e escravização nos quatro cantos do mundo, que pelo que vemos por aí, não é coisa de domínio estritamente do passado. Enfim, um aprendizado para todos os tempos. Menciono esta obra para reforçar o valor da leitura como uma boa maneira de nos situarmos no mundo, de interpretá-lo a partir de um olhar crítico, como também de um olhar dialético, quando se tratando das diversas opiniões confrontadas nos diálogos sobre o livro. É certo que ainda damos muita importância ao que falam as mídias do rádio e televisiva, e nos alienamos cada vez mais com uma utopia muitas vezes desnecessária. Comentamos com nossos amigos e colegas nas horas de trabalho e de lazer, e com nossos familiares em casa, e isso muitas vezes não leva à nada. Estamos cada dia mais neuróticos e com medo, ao perceber o caos mundial que essas mídias propagam. Um gás venenoso, contaminador de mentes humanas, que cada dia mais se ocupam com os sonhos tolos e infantis. Cheios de caprichos nossos corpos interceptam a justiça em um mundo que é representado pela injustiça e pela corrupção. A realidade dos domínios de uma elite, que no Brasil está mais descarada e sem vergonha que em qualquer outro lugar do mundo. E não esqueçam o que os governos totalitaristas tem em comum com as  falsas democracias difundidas em nossa era vulgar. Os códigos e leis que só se aplicam mais incisivamente aos desfavorecidos financeiramente. Pois, os poderosos deste antigo cartel divulgam para o "povo" a mensagem que "o sábio e idôneo governo sabe o que é melhor para seus cidadãos e que a administração da moeda é assunto científico complexo que deve necessariamente ficar à cargo dos especialistas". Hoje sabemos que o controle absoluto do dinheiro pelos monopolistas nos trouxe ainda mais desgraças aterradoras... Esses governos ameaçam o mundo com essa "paz armada", que é de quem detém um poder indescritivelmente nuclear. O problema demográfico se mostra inteiramente eminente e essa compreensão nos ensina que não é a toa o surgimento e aumento de atos públicos revoltosos com essa farsa de sistema financeiro que ocorre atualmente nos países da Europa, e imaginamos que pelo andar das coisas, o pior ainda está por vir. Deixemos para finalizar o mesmo recado inicial passado pelo autor de "O Coração das Trevas". Horror, Horror!

Nenhum comentário:

Postar um comentário